Notícia

Escândalo

Depois de acusações de bullying, programa de Ellen DeGeneres alvo de queixas de abuso e assédio sexual

Ex-funcionários sublinham que a apresentadora não está ligada aos crimes agora relatados: as denúncias são sobre três produtores do topo do talkshow apresentador por Ellen DeGeneres.
31 de julho de 2020 às 17:12
Ellen Degeneres pede desculpas após semanas e semanas de polémica com bastidores de 'Ellen'
Ellen Degeneres
Ellen Degeneres
Ellen Degeneres
Ellen Degeneres
Ellen Degeneres
Ellen DeGeneres
Ellen DeGeneres
Ellen DeGeneres
Ellen DeGeneres
Ellen Degeneres
Ellen Degeneres
Ellen Degeneres
Ellen Degeneres
Ellen Degeneres
Ellen DeGeneres
Ellen DeGeneres
Ellen DeGeneres
Ellen DeGeneres
Dezenas de ex-funcionários do 'The Ellen DeGeneres Show' acusaram três produtores executivos do programa de assédio sexual.

O 'BuzzFeed News' tem uma nova reportagem sobre o ambiente de trabalho por trás das câmaras do programa de Ellen. Agora, as fontes relatam os toques, as piadas disfarçadas, os pedidos para masturbação e para sexo oral. Todas as testemunhas da reportagem pediram o anonimato por medo de retaliação. 

testemunhos contra o argumentista chefe e produtor executivo Kevin Leman, contra o produtor executivo Ed Glavin, e contra o co-produtor executivo Jonathan Norman.  

Até ao momento, Kevin é acusado de ter pedido a um ex-funcionário que lhe masturbasse e fizesse sexo oral na casa de banho, durante uma festa da empresa em 2013; outra alegada vítima relata que o chefe pediu para que lhe tocasse no pénis e uma testemunha garante ter visto Kevin a apalpar um assistente de produção e a beijar-lhe o pescoço em maio de 2017. 



Ed Glavin terá ficado conhecido nos bastidores por ser alguém que gosta de apalpar. Ele "tinha a reputação de ser 'apalpador' com as mulheres", especialmente na sala de controlo. Além disso tinha outros hábitos de toques desconfortáveis, como colocar a mão à volta da cintura das mulheres. 

Outro ex-funcionário denuncia Jonathan Norman por ter passado algum tempo a levá-lo a concertos e outros eventos relacionados com trabalho até que uma noite tentou fazer sexo oral no funcionário. Três pessoas confirmam que este ex-funcionário contou a história na altura. 

A carregar o vídeo ...
As acusações de assédio sexual são reveladas dias depois de ex-funcionários terem denunciado situações polémicas no ambiente de trabalho do programa de Ellen, como intimidação, despedimentos depois de baixas médicas e racismo. 

Uma das alegadas vítimas sublinha que Ellen não está diretamente relacionada com as recentes acusações - a parte o seu suposto mau humor - mas "se ela quer que o programa tenha o seu nome tem de estar mais envolvida com o que acontece". "Acho que os produtores executivos diziam-lhe que estava tudo ótimo, toda gente estava feliz, e ela apenas acreditava". 

"As pessoas focam-se nos rumores de Ellen ser má, mas isto não é o problema. A questão são estes três produtores, que estão a mandar no programa, a chefiar todas estas pessoas, a fazer a cultura, e a cultivar este sentimento de bullying".  

Ellen entretanto já divulgou um comunicado pedindo desculpas e assumindo "responsabilidade por tudo".

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Luna Santos Há 2 semanas

Convite para um clube de sexo - http://3sex.club

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;