Notícia

Coronavirus

Greta Thunberg isolada em casa por sintomas de Covid-19

Jovem ativista sueca entrou em quarentena com o pai. Os sintomas surgiram após uma viagem de comboio pela Europa antes das limitações de movimentos começarem a ser impostas. Na Suécia, só se faz testes a quem precisa de tratamento médico.
24 de março de 2020 às 18:38
A luta de Greta Thunberg estará a render muitos milhões
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg
Greta Thunberg anunciou, esta terça-feira, que tem estado em auto-isolamento em casa, juntamente com o pai, após sentir vários sintomas compatíveis com covid-19. A jovem recordou que na Suécia só se fazem testes ao novo coronavírus em caso de ser preciso tratamento médico urgente, mas admite: "É extremamente provável" que tenha ficado infetada.

Segundo a Sábado, a jovem ativista sueca revelou através das redes sociais que os sintomas - como calafrios, tosse e dores de garganta - surgiram após uma viagem de comboio pela Europa, feita juntamente com o pai, antes das limitações de movimentos começarem a ser impostas. De acordo com Greta, o pai teve sintomas mais fortes. 

A jovem deixou ainda um apelo aos mais jovens, recordando que "quem não pertence a um grupo de risco tem uma enorme responsabilidade, pois as suas ações podem fazer a diferença entre a vida e a morte para muitos". "Lembrem-se disto, sigam os conselhos dos especialistas e das autoridades locais e fiquem em casa. E não se esqueçam de cuidar dos outros e de ajudar que mais precisa", terminou.

Em Portugal, há 33 mortes e 2.362 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00h00 de quinta-feira e até às 23h59 de 02 de abril. Além disso, o Governo declarou dia 17 o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;