Notícia

Polémica

Horror! Reveladas fotografias arrepiantes do quarto onde morreu Michael Jackson

O 'rei da Pop' morreu a 25 de junho de 2009, na sua mansão em Los Angeles, faz, segunda-feira, 10 anos. Caos, foi o que os detectives encontraram no quarto do cantor, que dizem que Conrad Murray devia ter sido acusado de homicídio em 1.º grau.
24 de junho de 2019 às 12:59
Detetive privado de Michael Jackson descobriu coisas "piores" do que pedofilia
Anthony Pellicano
michael jackson
Anthony Pellicano
Macaulay Culkin e Michael Jackson
Anthony Pellicano
As acusações de pedofilia: o nome de Michael Jackson ficaria para sempre manchado pelas acusações de Jordan Chandler, de 13 anos, e do seu pai, Evan Chandler, um dentista que exigiu uma fortuna de MJ e que se viria a suicidar anos mais tarde. A investigação foi inconclusiva e o caso nunca foi a tribunal. Anos mais tarde, MJ acabou por ser julgado numa 2.ª acusação de outro rapaz. Ficou provado em tribunal que estava inocente.
michael jackson
michael jackson
Michael Jackson e James Safechuck
Michael Jackson
Anthony Pellicano
michael jackson
Anthony Pellicano
Macaulay Culkin e Michael Jackson
Anthony Pellicano
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
Michael Jackson

Michael Jackson morreu a 25 de junho de 2009, na sua mansão alugada em Holmby Hills (Los Angeles), faz segunda-feira, 10 anos. A estação de televisão britânica QuestOD estreou um documentário intitulado 'Killing Michael Jackson', que lança luz sobre as circunstâncias da morte do polémico cantor norte-americano.

O 'rei da Pop' sofreu uma paragem cardíaca, mas, de acordo com o relatório de medicina legal, morreu por envenenamento de Propofol e toxicidade aguda. O relatório revelou igualmente a presença de outras drogas no seu organismo como Lorazepam, Diazepam (Valium) ou Midazolam.

Novas acusações contra Michael Jackson colocam legado do rei da pop em risco
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson
michael jackson

O médico que acompanhava Michael Jackson, Conrad Murray, e que estava a fazer-lhe um tratamento de 6 semanas para combater a insónia, disse que quando encontraram o cantor ele tinha um pulso fraco e que fez todo o possível para salvá-lo. No entanto, em 2011, o médico foi condenado por homicídio e cumpriu dois anos de prisão.

'Killing Michael Jackson' recolhe os testemunhos dos três detetives da cidade de Los Angeles que investigaram a morte do cantor e entraram no quarto onde ele morreu. Os detetives filmaram toda a habitação e o documentário mostra imagens do quarto onde morreu, da enfermaria improvisada ou da bolsa médica do clínico Conrad Murray que, garantem, estava escondida na mansão.

...
Um arrepiante boneca de criança, drogas, agulhas... e o caos. Foi assim que os detectives de Los Angeles encontraram o quarto de Michael Jackson quando ele morreu

"Havia post-its ou pedaços de papel colados por toda o quarto, espelhos e portas incluídos, com pequenas frases, não sei se eram letras ou pensamentos, alguns pareciam poemas, o quarto era... era um desastre", descreve o detetive Orlando Martínez.

"Na cama havia um computador, uma boneca e algumas fotos de anúncios de bebés. Não parecia um quarto adequado para uma pessoa que estava a receber tratamento médico, encontrámos muitos medicamentos uzados, como o Propofol. As agulhas, as garrafas vazias, as coisas que, quando entrámos no quarto, deveriam estar lá ", continua Martinez.

...
Um arrepiante boneca de criança, drogas, agulhas... e o caos. Foi assim que os detectives de Los Angeles encontraram o quarto de Michael Jackson quando ele morreu

A descoberta da bolsa de Conrad Murray, junto com outras pistas, foi decisiva para rapidamente o médico tornar-se suspeito. Também o detetive Dan Myers referiu essa certeza: "Em 48 horas, parecia tratar-se de uma morte suspeita e que havia algo mais do que uma overdose."

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Anónimo Há 2 semanas

Nao foi por um hoverdose, kando ia actuar.....deixa la o homem discancar em paz.

Anónimo Há 2 semanas

Nem depois de morto à 10 anos o homem não tem paz?!
Jesus amado, dê muita força, paciência à família e amigos do cantor, para seguirem com suas vidas em paz. Se ele fosse um homem pobrezinho ñ haveria tantaa acusações de abuso sexual contra o cantor!
Respeitem sua memória pfv! É pedir muito?

Anónimo Há 2 semanas

Cadê o horror?! Fala sério, site só quer aparecer e ganhar visitas

Anónimo Há 2 semanas

Arrepiante no meio disto tudo é o "uzados"...não aprendam a escrever... a 4ª classe deve de ter sido um desafio muito grande...

ver mais comentários

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;