Notícia

Surpresa

Cristina Ferreira ganha "Euromilhões" e ainda goza com novo vencedor do prémio da Malveira

"Há mais um excêntrico na terra", atirou a apresentadora assim que soube que o sortudo dos 100 milhões de euros era afinal seu conterrâneo.
18 de janeiro de 2020 às 17:32
Cristina Ferreira faz subir temperatura (quase) toda nua... só de roupão
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
 Cristina Ferreira
 Cristina Ferreira
 Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
 Cristina Ferreira
 Cristina Ferreira
 Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
O novo vencedor do Euromilhões é da Malveira. O premiado vai arrecadar os 100 milhões de euros em jackpot. Cristina Ferreira, de 42 anos de idade, não tardou a reagir à notícia, ela que vai arrecadar uma fortuna na SIC até 2033. "O Euromilhões saiu na Malveira e eu nem joguei. Há mais um excêntrico na terra", brincou através das redes sociais.

A rainha das manhãs já alertou os responsáveis do terceiro canal que se pretende retirar dentro de 13 anos. Numa recente entrevista, onde falou sobre o salário milionário que passou auferir com a saída da TVI para a concorrente SIC, Cristina apontou:

Cristina Ferreira escolhe look sóbrio para cerimónia de casamento
Cristina Ferreira, casamento, prima, irmã, batizado, sobriedade, casinhas, filho, tiago
Cristina Ferreira, casamento, prima, irmã, batizado, sobriedade, casinhas, filho, tiago
Cristina Ferreira, casamento, prima, irmã, batizado, sobriedade, casinhas, filho, tiago
Cristina Ferreira, casamento, prima, irmã, batizado, sobriedade, casinhas, filho, tiago
Cristina Ferreira, casamento, prima, irmã, batizado, sobriedade, casinhas, filho, tiago
Cristina Ferreira, casamento, prima, irmã, batizado, sobriedade, casinhas, filho, tiago
Cristina Ferreira, casamento, prima, irmã, batizado, sobriedade, casinhas, filho, tiago
Cristina Ferreira, casamento, prima, irmã, batizado, sobriedade, casinhas, filho, tiago
Cristina Ferreira, casamento, prima, irmã, batizado, sobriedade, casinhas, filho, tiago
Cristina Ferreira, casamento, prima, irmã, batizado, sobriedade, casinhas, filho, tiago
"Às vezes digo que estou a trabalhar à borla desde o primeiro ou segundo mês."

Só no último ano, a antiga companheira de Manuel Luís Goucha arrecadou um milhão de euros, como conta a 'TV Guia' desta semana.

Os melhores de 2019: Tudo o que marcou a televisão nacional no último ano
Estação generalistas: SIC. Perdeu janeiro, por poucochinho, e a partir daí venceu todos os meses, quase sempre a aumentar a vantagem para a TVI - acaba 2019 com um share superior de 5%. No dia 31, merece, por isso, abrir a garrafa de champanhe e festejar a vitória nas audiências… 15 anos depois. A estação de Paço de Arcos teve uma temporada de sonho. O mérito é de todos os seus profissionais, desde os jornalistas, apresentadores e atores aos trabalhadores com as tarefas mais simples, mas há três rostos a quem não podemos escamotear o seu mérito: Francisco Pedro Balsemão, Daniel Oliveira e Cristina Ferreira. O primeiro, acompanhado de perto pelo pai, por ter ido roubar a estrela à TVI; o segundo, que se preparou “a vida inteira” para o cargo de diretor de Programas, por ter dado um perfil mais popular e português ao canal; e o terceiro, que ganha milhares mas dá milhões a ganhar, criou uma onda de sucesso tal, logo pela manhã, que até ressuscitou Júlia Pinheiro. Com uma concorrência débil - as exceções vão para Fernando Mendes, Fátima Lopes e Ljubomir Stanisic - e minada dos alicerces até ao telhado, a SIC tem agora de saber marcar a diferença pela qualidade e provar que merece ser líder num mercado onde cada vez mais há melhores ofertas e outros players. E dinheiro? Parece que não é problema
Estação do cabo: CMTV. A estação de televisão do Correio da Manhã continua a pulverizar recordes de audiência todos os meses, quando se prepara para festejar sete anos de vida (17 de março de 2013). Contra todas as previsões dos especialistas, e apesar dos menores recursos em relação à RTP, SIC e TVI - sejam humanos, técnicos e financeiros -, a verdade é que é líder indiscutível no Cabo. Em 2019, fruto da sua visão e ousadia na informação, a equipa de Octávio Ribeiro e de Carlos Rodrigues fez a diferença no terreno com os casos de terrorismo na Academia Sporting, em Alcochete, do homicídio de Luís Grilo e do hacker Rui Pinto, só para citar três exemplos que marcaram (e marcam) a agenda nacional. Marca de sucesso, os canais rivais adotam muitas vezes a sua estratégia
Figura de informação: Judite Sousa. É a figura da informação de 2019. Não por se ter destacado mais nos últimos 12 meses do que os seus colegas, mas pela carreira que sempre soube construir a partir do momento em que se estreou na RTP1, aos 18 anos. Em novembro, surpreendeu tudo e todos ao anunciar que tinha deixado a TVI, onde estava desde 2011. Jornalista irrepreensível, na entrevista e na reportagem, ainda tem muito para dar à profissão. “Diria muito sobre o país que somos se uma profissional de topo como a Judite, tão qualificada, dedicada e talentosa, não tivesse facilidade em encontrar emprego.” As palavras (certas) são de José Rodrigues dos Santos
Programa: 'Sexta às 9'. Todas as semanas, Sandra Felgueiras traz algo de novo aos portugueses, em 'Sexta às 9', programa da RTP1 que está longe de ser líder de audiências no seu horário, mas que é há muito referência no jornalismo de investigação. Esta é uma daquelas profissionais que cheira a notícia e só descansa quando a dá. “Às vezes, onde os outros não encontram interesse em questionar e perguntar porquê, eu pergunto. Fiquei sempre com um lado muito infantil, do porquê.” O seu trabalho fez cair agora a diretora de Informação, Maria Flor Pedroso
Revelação: João Ferreira. Pode parecer estranho ser a Revelação aos 48 anos, até porque se estreou na SIC em 1994. No entanto, os programas 'Pé em Riste' e 'Investigação CM', além do 'CM Jornal 20H', deram-lhe a visibilidade pública que lhe faltava. Capaz de adotar um estilo diferente às circunstâncias que o rodeiam em estúdio - tanto o podemos ver numa brincadeira com um convidado como a dar um murro na mesa para estabelecer a ordem -, este professor universitário, com uma imagem jovem e moderna, tem o futuro à sua frente
No entretenimento. Apresentadora: Cristina Ferreira. Muito cómoda na TVI - estação que lhe deu tudo mas que não soube depois acompanhar a sua evolução e perceber o ouro que tinha na mão -, bateu com a porta e aceitou o convite de Francisco Pedro Balsemão para se mudar para a SIC. A sua contratação milionária (que varia entre os 50 e os 80 mil euros por mês) revolucionou a televisão portuguesa em 2019. Estreou-se a 7 de janeiro, com direito a boas-vindas do Presidente da República, e, a partir daí, as manhãs da SIC começaram a ganhar. Tal como o Primeiro Jornal. E Júlia Pinheiro. E o Jornal da Noite. Criou uma onda de sucesso... maior do que aquelas que vemos em Nazaré. Pôs António Costa a cozinhar uma cataplana de peixe, Luís Filipe Vieira a jogar à bisca e Diogo Amaral a confessar os vícios da droga e do álcool. Cristina chegou, viu e arrasou: um mês após a sua chegada, a estação de Paço de Arcos já era líder de audiências. Quase década e meia depois. Tirando o pequeno acidente de percurso - o concurso da tarde 'Prémio de Sonho' -, a apresentadora vale bem todo o dinheiro investido em si. Como Ljubomir Stanisic na TVI, que também podia ser a figura de 2019 no entretenimento
Programa. 'Terra Nossa'. Estreou em 2018 de forma tímida na SIC, embora os primeiros convidados tenham sido fortíssimos (Cristiano Ronaldo e Rui Patrício, em época de Mundial de Futebol), mas a verdade é que, em 2019, César Mourão, de 41 anos, conseguiu transformar aquilo que podia ser um formato banal num grande sucesso da televisão portuguesa. À procura das raízes das nossas figuras públicas - e também de gente anónima no estrangeiro -, o ator e humorista está quase perfeito no seu trabalho. Aos sábados ou aos domingos à noite, 'Terra Nossa' provou que ainda se pode fazer coisas boas nas generalistas... e ser líder de audiências. Haja mais em 2020
Revelação: Vasco Palmeirim. Passou muitos dos seus 40 anos a fazer rádio - ainda faz na Comercial, aliás - e o seu poder de comunicação, aliado a um espírito divertido e bem-disposto, faz a diferença. Na RTP desde 2013, onde se estreou a fazer Feitos ao Bife, é aposta cada vez mais forte da estação pública. Em 2019, além de ser o rosto do concurso diário Joker, foi um dos eleitos para apresentar a final do Festival da Canção, I Love Portugal, Jogo de Todos os Jogos e o famoso formato The Voice, ainda em exibição. Solidário, polivalente, bom colega e com bagagem cultural assinalável, trabalha sempre no limite, seja sozinho ou acompanhado por Mariana Monteiro, Filomena Cautela e Catarina Furtado.
Na ficção. Atriz: Dalila Carmo. Brilha a grande altura em 'Na Corda Bamba'. Atenção: não é nem de perto nem de longe a novela da sua vida - talvez essa seja Tempo de Viver (2016) -, mas, nesta trama assinada por Rui Vilhena e transmitida atualmente na TVI, dá mais um recital de saber representar. No papel de Lúcia, é obrigatório vê-la a contracenar com Pêpê Rapazote e Maria João Bastos, outros dois atores talentosos. Se tivesse nascido há 45 anos nos Estados Unidos ou aqui ao lado, em Espanha, era uma estrela planetária
Ator: Jorge Corrula. O sucesso de Golpe de Sorte está longe de ser responsabilidade de uma só pessoa, como Maria João Abreu, a protagonista. Nesta série da SIC, outro sucesso de audiências em Portugal, houve outros atores a sobressaírem. E Jorge Corrula é um deles: com Caio, um burlão, explorou um conjunto de emoções que nunca tinha experimentado. Se numa cena o víamos a rir de maneira maquiavélica, noutra chorava de uma forma copiosa. Aos 41 anos, e já com um currículo assinalável, limpou definitivamente a imagem de galã, ou melhor, do parceiro sexual de Soraia Chaves em O Crime do Padre Amaro (2005), algo que o atormentou durante muito tempo
Revelação: Carolina Loureiro. Estreou-se em Morangos com Açúcar, estávamos em 2011, integrou os elencos de Mundo ao Contrário (2013) e O Beijo do Escorpião (2014), mas poucos deram pelo seu talento. Em 2016, no auge do namoro mediático com David Carreira, é contratada pela SIC para ser um dos rostos do magazine social Fama Show. Aposta surpreendente em 2019 para protagonizar Nazaré, líder de audiências em Portugal e ainda em exibição na estação de Paço de Arcos, mostra, aos 27 anos, poder vir a dar cartas no mundo da representação, assim queira aprender com humildade ao lado dos melhores. Até porque, um dia, o meio milhão de seguidores nas suas redes sociais podem não dar para tudo
Novela nacional: 'Terra Brava'. Ouve-se Melhor de Mim, de Mariza. Ou Cavalo à Solta, de Fernando Tordo. Vê-se o Alqueva, essa obra-prima no Alentejo. Na herdade, há trabalhadores rurais a apanhar azeitona, com animais por perto. Sim, Terra Brava tem isto e muito mais. Cheira a povo, a Portugal no seu esplendor. Estreada a 28 de outubro, esta novela de Inês Gomes, na SIC, é outro sucesso. Como não gostar dos esquemas do cabo da GNR? Do padre falso? Do militar herói que procura vingar a morte dos pais? Da coscuvilheira Prazeres? Da ex-ministra que enriqueceu à conta de crimes? Da boîte com bailarinas? Do marido que bate na mulher? Da criança que ficou tetraplégica? Do presidente da Câmara? E da cantora que arranha o francês, uma maneira inteligente de piscar o olho aos milhares de ex-emigrantes?
Novela internacional: 'A dona do pedaço'. Tem a chancela da Globo, provavelmente a melhor a fazer ficção no Mundo, e está a ser transmitida na SIC, perto da meia-noite. Vista por cerca de meio milhão de portugueses, tem um elenco recheado de estrelas, como Juliana Paes, Reynaldo Gianecchini, Paolla Oliveira, Sérgio Guizé, Nathalia Dill e Marcos Palmeira, uma cenografia de uma qualidade superior e uma história interessante, assinada por por Walcyr Carrasco. Não, não é um daqueles novelões brasileiros, como Avenida Brasil (2012), mas valeu a pena espreitar
Série nacional: 'Golpe de Sorte'. Uma vendedora de fruta e de legumes, Maria do Céu (Maria João Abreu), que vive com muitas dificuldades, acerta na chave do Euromilhões e fica milionária. A fórmula é simples, barata e dá milhões: afinal, quem nunca sonhou, por um momento, ficar rico com o jogo? Esta série da SIC, da autoria de Vera Sacramento, estreou a 27 de maio e logo se tornou líder de audiências. Após um interregno (o último episódio foi transmitido a 10 de novembro), a estação já prepara a 4ª temporada para o início de 2020
Série internacional: 'Guerra dos Tronos'. Polémicas à parte, e foram mais do que muitas, a 8ª e última temporada de Guerra dos Tronos, que estreou a 15 de abril na SyFy e na plataforma HBO Portugal, mostrou que a saga que partiu dos cinco livros de George R. R. Martin é de uma grandiosidade sem paralelo na produção, na cenografia, no orçamento... Um pequeno exemplo: cada episódio teve um custo estimado de 13,3 milhões de euros! Kit Harington, Emilia Clarke, Lena Headey ou Peter Dinklage são portentosos
Aposta 2020: Bruna Quintas. Já tinha dado um ar da sua graça em alguns trabalhos, como a série Filha da Lei, da RTP1 (2017), e está a prometer em Terra Brava, onde interpreta Xana, uma miúda sem meias-palavras, empregada de mesa e apaixonada por Afonso. O recado para Carolina Loureiro aplica-se na perfeição a esta atriz, de apenas de 22 anos: se quiser ser uma das melhores, é manter a humildade, ver como se faz junto dos mais velhos e trabalhar
Autor: Rui Vilhena. Assinou alguns dos maiores êxitos da ficção nacional na TVI - 'Ninguém Como Tu' e 'Tempo de Viver', por exemplo - e partiu para o Brasil. Na Globo, assinou duas tramas, 'Fina Estampa' e Boogie Oogie, feito só alcance dos predestinados. Acabou por regressar a Portugal, a convite de José Eduardo Moniz, para reforçar a equipa de guionistas da estação de Queluz de Baixo. 'Na Corda Bamba' é uma novela com uma escrita moderna, dinâmica e inteligente... que não resulta em termos de audiência (média diária de 700 mil espectadores), porque surge num dos piores momentos da história da TVI. O perfil do autor encaixa na Netflix
Personalidade: Daniel Oliveira. Como exímio jogador de xadrez, trabalhou “a vida inteira”, fosse com Manuel Fonseca, Nuno Santos, Luís Marques, Júlia Pinheiro ou Gabriela Sobral, para chegar à sua cadeira de sonho na SIC: a de diretor de Programas, cargo que ocupa desde o final de junho de 2018. Conhecedor profundo da estação e de toda a sua estrutura, aproveitou bem a entrada de Cristina Ferreira - oferta do presidente, Francisco Pedro Balsemão - para organizar a casa, montar uma grelha mais popular e com uma portugalidade acentuada. Com a TVI nas ruas da amargura, após tantos tiros nos pés de administradores e diretores, e uma RTP mergulhada em várias polémicas, incapaz de surpreender, o caminho para a liderança nas audiências era uma tarefa - digamos - fácil de alcançar. E assim foi: a apresentadora da Malveira estreou-se nas manhãs a 7 de janeiro e Daniel Oliveira começou a cantar vitória nesse dia...
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
Os melhores de 2019
De acordo com a mesma revista, a manter o ordenado de luxo mensal de 80 mil euros/mês, Cristina Ferreira, que pensa em candidatar-se à Presidência da República, vai ter no banco 14,5 milhões de euros quando se reformar.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Anónimo 21.01.2020

Uma mulherzinha pretenciosa sempre na crista da onda com o seu Super Ego cuja classe e classificação de "senhora" ficam num local muito longínquo no universo da sociedade. Uma rural xica esperta, umbiguista por convicção, provocadora, oca e inescrupulosa. Desconhece os mais básicos Códigos Conduta.

Anónimo 19.01.2020

Seria mesmo um retrocesso na evolução da inteligência humana essa gaja tornar-se presidente de Portugal.. Mas de quem arrebanha milhões com pouco talento, espera-se tudo. (Risos)

Roberto Rodrigues 19.01.2020

Não vi gozo nenhum! Não vi que ela tivesse gozado com o vencedor do euromilhões!
Estas redes sociais dizem coisas que nunca se passou, para criar polémica até que é isso é que importa a eles!
Respeito a ela simplesmente a fama e o dinheiro lhe subiu ao cérebro!
" que tenha sorte e saúde e a mim não me falte )"

Fly V 19.01.2020

Não passa de uma triste figurinha esta personagem asquerosa, basta vê lá falar, o ADN de burra estará sempre na sua sombra.

ver mais comentários

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;