Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal

Notícia

Maltratado na RTP muda-se para a TVI: um homem com H grande

Hugo Andrade esteve na estação pública durante 30 anos e mudou-se agora para Queluz de Baixo. Nuno Santos reforça-se com um profissional de eleição!
06 de março de 2020 às 19:16
...
Maltratado na RTP muda-se para a TVI: um homem com H grande
Foto: Cofina Media
1. A TVI está mais forte desde segunda-feira, dia 2, com a contratação de Hugo Andrade para a direção de Conteúdos e Inovação. Hugo Andrade é um profissional de eleição: trabalhador, competente, humilde, experiente, solidário e leal. Esteve na RTP durante 30 anos e na estação pública fez (quase) tudo. Entre 2011 e 2015, por exemplo, foi diretor de Programas. Teve a sagacidade de apostar em formatos de grande sucesso, como 'Bem-vindos a Beirais', 'Got Talent' e 'The Voice', mas acabou triturado pela máquina.

Aos poucos, foi sendo encostado e maltratado por quem mandava na RTP. Por quem manda. Nunca se lhe ouviu uma palavra contra alguém. E se tinha motivos para o fazer. Mas não o fez – nem em off the record, como muitos por aí. Hugo Andrade tem 52 anos. Estava encostado na RTP, podia ali ficar até à idade da reforma, que não haveria problema. Mas preferiu ir à luta, agora na TVI, em que curiosamente esteve na sua fundação. Vai reforçar a estação de Queluz de Baixo com todas as suas qualidades, não tenho a menor dúvida. Nuno Santos, o diretor de Programas da TVI, conhece-o bem e foi buscá-lo para a sua equipa. Não é por acaso, pois as guerras travam-se com homens com H grande.

Até agora, lamentavelmente, não vi, não li e não ouvi um "obrigado" oficial da RTP a Hugo Andrade, um reconhecimento pelo seu trabalho e dedicação durante três décadas. Enfim, é mais um sinal de uma gestão danosa na estação pública, casa que tantas vezes é notícia pelos piores motivos. Mas Hugo Andrade, um verdadeiro gentleman, é superior à ingratidão e à pequenez. Afinal, na Av. Marechal Gomes da Costa, tirando meia dúzia de indivíduos sem coluna vertebral, o novo reforço da TVI deixa um  legado de amizade e de respeito, coisas tão raras nos dias de hoje no mundo do trabalho. O saudoso Luiz Andrade, esteja onde estiver, estará muito orgulhoso nos valores e no percurso do filho.

2. A TVI tem outros motivos para sorrir. Depois de ter sido a estação que mais cresceu em fevereiro, mesmo sem futebol, ao contrário da RTP1 e da SIC, viu 'Dança com as Estrelas', colocado no ar em tempo recorde, crescer 217 mil espectadores de uma semana para a outra. Há esperança em Queluz de Baixo.

Mais notícias de O Tal Canal

Cristina Ferreira esticou-se e perdeu

Cristina Ferreira esticou-se e perdeu

Regressou à TVI, inventou um programa só para si, uma vez por semana, sem dia certo, gastou 300 mil euros e agora ‘Dia de Cristina’ chega ao fim em dezembro, após três meses de vida. Uma derrota em toda a linha para a apresentadora, diretora e acionista da estação.
A traição de Maria Cerqueira Gomes

A traição de Maria Cerqueira Gomes

A apresentadora fez um balanço da sua experiência em ‘Você na TV!’ e veio agora dizer que Manuel Luís Goucha nem sempre a ajudou, principalmente quando o colega estava "sem rumo" e "atiçado". Tudo escarrapachado na revista de Cristina Ferreira, diretora e acionista da TVI. Incrível!
Mais pancada em Teresa Guilherme

Mais pancada em Teresa Guilherme

Apresentadora do ‘Big Brother’ volta a ser atacada, e dentro da própria casa: a TVI. Até quando irá ficar em silêncio? Ou até quando irá fingir que está tudo bem?
O "eu" perde sempre

O "eu" perde sempre

Quando me perguntam como é que vai acabar esta guerra, eu respondo: “Se nada mudar na TVI, acaba com a equipa do ‘nós’ a vencer". Ou seja, a SIC.
Cristina Ferreira cedeu a Cláudio Ramos

Cristina Ferreira cedeu a Cláudio Ramos

A diretora da TVI defendia que o apresentador não tinha cabedal para o ‘Big Brother’ e trocou-o por Teresa Guilherme. Agora, com as audiências abaixo do esperado, decidiu juntar os dois. É a sua primeira derrota.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Anónimo 20.03.2020

Com devido respeito e parabens pelo seu profisionalismo com honestidade desejos de boa sorte
neste pobre pais de intelectuais incompetentes e dirigentes como gestores(com excepcoes poucas)infelismente?felicidades para a vossa equipa e TVI.

Anónimo 15.03.2020

Caro jornalista,

Só uma pequena nota no seu artigo:
As guerras travam-se por homens com um h muito, muito, pequeno.

Anónimo 07.03.2020

Mais forte,não se sabe,mas gorda sim ,não diz mal da casa de onde veio...

;