Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal

Notícia

Venceremos!

A TVI copiou a ‘Terra Brava’? E a SIC copiou quem? O que interessa é que ‘Quer o Destino’ é uma boa novela. Quando o balão de Bárbara Guimarães começa a esvaziar e Cristina Ferreira se fechou em casa, Jorge Gabriel ou Tânia Ribas de Oliveira assumem uma missão. Parabéns!
27 de março de 2020 às 23:12
...
Venceremos!
Foto: Colina Media
1. A TVI estreou ‘Quer o Destino’, e confirma-se o que alguns diziam: que a novela tem semelhanças com ‘Terra Brava’. Mas vamos ao que interessa: e a estação de Paço de Arcos não imitou ninguém quando apostou na história de Mariana Monteiro e de João Catarré? Claro que sim. A pólvora foi descoberta há muito. O importante aqui é que ‘Quer o Destino’ é melhor do que ‘Prisioneira’, por exemplo. Porque é nossa, porque cheira a Portugal e nos toca. Com a herdade, com os caseiros, com os patrões, com os cavalos, com os criminosos, com mulheres e homens bonitos. Com sexo, traição, intriga e vingança. Com uma excelente banda sonora e uma fotografia de pôr o cidadão em casa a sonhar.

A TVI tem de seguir o seu caminho na devolução da portugalidade, que tão bem cavalgou desde 2001, com ‘Olhos de Água’, e lhe deu a liderança na ficção. ‘Quer o Destino’ tem muita coisa de ‘Terra Brava’, uma grande novela, mas esta é uma boa história para seguir em casa, agora que estamos (quase todos) aí fechados. É este o caminho, apesar das críticas das cópias. Pior era se a TVI continuasse com a cabeça enfiada na areia e as suas opções fossem fazer mais ‘Prisioneiras’. O resultado da estreia, acima de 1 milhão de espectadores, é um sinal. Dos bons. 

2. Ao terceiro episódio, ‘24 Horas de Vida’ fez o seu pior resultado. No domingo, perdeu até 700 mil espectadores quando sucedeu a ‘Isto É Gozar com Quem Trabalha’. Não por ser Dolores Aveiro, no Funchal. Mas porque o formato que nos trouxe Bárbara Guimarães de volta ao ecrã esvaziou. Mudam os protagonistas, mas a fórmula é igual: famosos a procurarem, num dia, despedir-se dos seus e a resolverem as suas angústias. Não me convence.

3. A SIC suspendeu os programas do 'daytime', devido à Covid-19, mas logo voltou atrás na decisão. Afinal, estava a perder espectadores – e dinheiro, claro. A RTP e a TVI, com precaução, seguiram em frente. Fizeram bem. Afinal, as companhias de Jorge Gabriel, de Sónia Araújo, de Manuel Luís Goucha ou de Fátima Lopes fazem hoje mais sentido no ecrã. À ‘TV Guia’, Tânia Ribas de Oliveira diz que não podiam "falhar" aos portugueses. Não falharam. Parabéns a todos por esta "missão"… que venceremos, muito em breve.

Mais notícias de O Tal Canal

Cristina Ferreira esticou-se e perdeu

Cristina Ferreira esticou-se e perdeu

Regressou à TVI, inventou um programa só para si, uma vez por semana, sem dia certo, gastou 300 mil euros e agora ‘Dia de Cristina’ chega ao fim em dezembro, após três meses de vida. Uma derrota em toda a linha para a apresentadora, diretora e acionista da estação.
A traição de Maria Cerqueira Gomes

A traição de Maria Cerqueira Gomes

A apresentadora fez um balanço da sua experiência em ‘Você na TV!’ e veio agora dizer que Manuel Luís Goucha nem sempre a ajudou, principalmente quando o colega estava "sem rumo" e "atiçado". Tudo escarrapachado na revista de Cristina Ferreira, diretora e acionista da TVI. Incrível!
Mais pancada em Teresa Guilherme

Mais pancada em Teresa Guilherme

Apresentadora do ‘Big Brother’ volta a ser atacada, e dentro da própria casa: a TVI. Até quando irá ficar em silêncio? Ou até quando irá fingir que está tudo bem?
O "eu" perde sempre

O "eu" perde sempre

Quando me perguntam como é que vai acabar esta guerra, eu respondo: “Se nada mudar na TVI, acaba com a equipa do ‘nós’ a vencer". Ou seja, a SIC.
Cristina Ferreira cedeu a Cláudio Ramos

Cristina Ferreira cedeu a Cláudio Ramos

A diretora da TVI defendia que o apresentador não tinha cabedal para o ‘Big Brother’ e trocou-o por Teresa Guilherme. Agora, com as audiências abaixo do esperado, decidiu juntar os dois. É a sua primeira derrota.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
;