Notícia

Dia internacional da Felicidade

Isto é o que realmente nos faz felizes

Conheça as conclusões surpreendentes do mais longo estudo sobre a felicidade.
03 de março de 2017 às 11:00
...
Isto é o que realmente nos faz felizes
Foto: Getty Images

Um estudo feito pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, procura há quase 80 anos a resposta para a pergunta ‘O que nos faz realmente felizes na vida?’.

Em 1938 foram analisados 700 rapazes, estudantes da universidade e moradores de alguns bairros pobres de Boston, para o Estudo sobre o Desenvolvimento Adulto. Esta pesquisa consistiu no acompanhamento destes jovens durante toda a vida, que permitiu uma análise do estado mental, físico e emocional.

E, o estudo ainda continua, agora com os filhos desses primeiros participantes de Boston.

Robert Waldinger, psiquiatra americano, é o actual director deste estudo. Outras pesquisas feitas pelo mesmo, tornaram-se virais na internet, o vídeo feito da conferência ‘O que torna uma vida boa? Lições do estudo mais longo sobre a felicidade’, teve mais de 11 milhões de visualizações.

"O importante para nos mantermos felizes e saudáveis ao longo da vida, é a qualidade dos nossos relacionamentos", defende Waldinger. Segundo o estudo,as pessoas que estão mais satisfeitas com os seus relacionamentos, permitem que o corpo e o cérebro permaneçam saudáveis por mais tempo.

Para estabelecer a qualidade numa relação, é necessário encontrar segurança e ser aquilo que realmente é. Nenhuma relação é perfeita, mas alguns pontos são essenciais para que se torne saudável e duradoura.

O mesmo não acontece para as pessoas que optam pela solidão. Ficar em casa a ver televisão ou a navegar nas redes sociais, não permite que se relacione com outras pessoas de uma forma natural e positiva. Muitas das vezes quando as pessoas se isolam, tendem a sofrer depressões ou outros problemas de saúde.

Não é possível estar feliz em todos os momentos ou alturas, isso é impossível, todos nós temos dias semanas ou até anos, difíceis. Da mesma forma que para alguns a fama é motivo de felicidade e para outros não. Todos nós já assistimos a momentos menos felizes de muitas figuras célebres.

Acontece exactamente o mesmo com o dinheiro, se para muitos o aumento do salário é motivo de felicidade, para outros é apenas a consequência de uma nova etapa ou até mesmo, de realização profissional. 

Waldinger reconhece que o importante é não perder de vista o que realmente importa. Saber distinguir quais os conflitos que prejudicam a nossa energia e que podem prejudicar a nossa saúde. A mensagem que deixa para os leitores é a seguinte: "Eu diria que eles devem tentar construir laços com outras pessoas. E é particularmente importante fazer isso com quem se tem algum conflito".

 

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Saber mais sobre

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;